Bem vindo ao meu universo! Neste blog você encontrará textos de uma garota de 21 anos, Ana Teresa Araújo Viana. Alguns textos são reflexões sobre diversos assuntos, outros são apenas o resultado de alguma madrugada inspiradora. Sem mais delongas, Deixa a Alma Respirar!







domingo, 31 de outubro de 2010

Até os heróis.

Como é fácil se apoiar nos bons exemplos de outras pessoas! Difícil mesmo é ser um bom exemplo para os outros. Como é fácil esperar dos outros! Difícil mesmo é esperar de nós mesmos. Quando elegemos alguém para ser nosso referencial, ou até mesmo quando admiramos demais alguém, colocamos sobre essa pessoa uma responsabilidade muito grande. Afinal, esperamos que ela seja correta, generosa, amiga e mais mil e uma qualidades em tempo integral. Mas aí entra uma questão importante: ninguém é perfeito, muito menos o tempo todo! Somos todos humanos. Às vezes, esquecemos disso, e sobrecarregamos as pessoas de expectativas e desejos, na maioria das vezes, irreais. Desse esquecimento provém a decepção, a frustração. No fundo, não estamos decepcionados com a pessoa em si, mas sim com a pessoa idealizada que construímos. Criamos, então, uma situação ruim para ambos: para nós mesmos e para aqueles que soterramos de expectativas. O quê? Você não sabia que expectativa demais também soterra?
Quando me deparei com essa reflexão pela primeira vez, confesso que meu primeiro pensamento foi: "Vai dizer que agora está errado esperar alguma coisa boa de alguém?!". Refleti, e concluí que não é questão de ser errado ou não. Claro que você pode esperar o que quiser de quem você quiser. É uma escolha de cada um. E, como toda escolha, inclui consequências. É o pacote completo. E a consequência de uma grande idealização é a possiblidade de uma decepção de proporções semelhantes. Mesmo porque não estamos livres de errar, por melhor que sejamos. Afinal, "os heróis também têm o direito de sangrar." Então, tenho tentado esperar menos dos outros, e prestar mais atenção às minhas atitudes. Mais ou menos assim: não esperar dos outros algo que eu não sou capaz de fazer, não exigir de alguém a perfeição inexistente em mim. Pode até parecer uma ideia muito prática, muito realista, a princípio. E é mesmo. Mas serve para aprender uma coisa: esperar dos outros só torna a felicidade mais difícil de se alcançar. Resolvi que não colocaria algo tão precioso quanto a minha felicidade nas mãos de algo tão incerto quanto a atitude dos outros. Resolvi esperar menos dos outros e mais de mim.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Esse espaço é seu. Exponha suas idéias, suas opiniões. Livremente, sem medo. Deixa a Alma Respirar!