Bem vindo ao meu universo! Neste blog você encontrará textos de uma garota de 21 anos, Ana Teresa Araújo Viana. Alguns textos são reflexões sobre diversos assuntos, outros são apenas o resultado de alguma madrugada inspiradora. Sem mais delongas, Deixa a Alma Respirar!







sábado, 4 de fevereiro de 2012

Sobre mudanças ou simplesmente Reticências



E de repente a vida muda. Muda o céu, a cor, o ar, muda a cidade, muda a vizinhança, muda a estrada, muda o sentido. E de repente você muda... Não por escolha, vontade ou determinação. De repente você muda simplesmente porque está nesse planeta... onde tudo é passível de mudanças. Você muda porque... sei lá. Devia estar escrito em algum lugar, num livro dos destinos, enfim. Talvez lá no fundo você até mesmo soubesse, será? Não sei.
Você muda de repente... e se vê caminhando rumo a novos desafios. Mais um ciclo que se fecha, outro pronto para começar. Mas você não planejou, de repente nem pensava nessa possibilidade ou talvez até pensasse bem remotamente, vai saber. Acontece que isso veio até você, a vida te entregou nas mãos um pacote brilhante e colorido... E você decide abrir o pacote pra ver se ele esconde um presente bonito. É isso. Você abriu o pacote, aceitou esse presente e todas as consequências que ele implica. E agora você vai mudar, porque sua vida já mudou.
Mudanças são mesmo inevitáveis. E dão medo, frio na barriga, confundem os sentimentos, dão à luz indecisões. Mas são fundamentais para o amadurecimento, crescimento e, em alguns casos, realização pessoal. Elas fazem parte do caminho que você tem que trilhar aqui.
Que seja doce, que seja belo, mesmo que não seja fácil...
E que no coração haja sempre a certeza de um sol lindo e brilhante, capaz de fazer a gente se esquecer até mesmo da pior tempestade.
Que a essência não se perca pelo caminho...
E que você busque sempre a felicidade, independente de todo o resto. Porque isso é tudo o que interessa, no final das contas.

3 comentários:

  1. Você voltou! Senti falta dos teus textos!!!!
    http://blogmundoimperfeito.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Meu problema sempre foi lidar com as mudanças, nunca fui boa com isso, sempre parei pelo caminho, pensando em voltar atrás. Talvez esse seja um dos meus principais desafios a vencer, mudar e continuar buscando a felicidade.

    ResponderExcluir
  3. Ana, querida filha!
    "Mudar" tornou-se necessário, você sabe! Se eu pudesse mudar o rumo das coisas, mesmo com minha "providência materna" em atividade, talvez não conseguisse, vc sabe. Há uma força maior, divina, que rege sobre nossas vontades e que mesmo que não entendamos agora, contribui para o nosso bem-estar, para o nosso crescimento, para que sejamos plenamente felizes. Sabiamente, alguém disse que não há crescimento sem dor. E vc tem experimentado isso, não é Ana. Esses primeiros dias são difíceis, eu sei, ainda mais quando do outro lado ficou a incerteza, a dúvida, o medo, os amores de uma vida inteira fragilizados pela própria vida e suas circunstâncias. Mas vc é forte, Ana! Você sabe que é. Resista, minha filha. Não se entregue. A saudade a gente dribla de várias maneiras, mas as oportunidades não há como dribá-las; ou as agarramos agora ou nunca mais elas desfilarão na nossa frente. Agora tudo está mais calmo. Na vida é assim, eu aprendi, nada como um dia atrás do outro. E vc vai aprender também, mesmo que doa um pouquinho ainda. Mas acalme seu coração: a dor passa e nos torna mais e mais resistentes ao sofrimento. Comigo foi assim e será também com você. Abraços e beijos. Mamãe.

    ResponderExcluir

Esse espaço é seu. Exponha suas idéias, suas opiniões. Livremente, sem medo. Deixa a Alma Respirar!