Bem vindo ao meu universo! Neste blog você encontrará textos de uma garota de 21 anos, Ana Teresa Araújo Viana. Alguns textos são reflexões sobre diversos assuntos, outros são apenas o resultado de alguma madrugada inspiradora. Sem mais delongas, Deixa a Alma Respirar!







quarta-feira, 7 de abril de 2010

Saudade já não sei se é a palavra certa para usar...















Saudade. Palavra bonita, acho que soa bem. Difícil é imaginar como essa palavra revoluciona a vida da gente.
Parando pra pensar, a gente tem sempre saudade. De alguém, de alguma coisa. De uma época da nossa vida, de uma comida, de um cheiro, um gosto, de um sentimento, de uma vontade, de uma motivação... enfim, a gente às vezes tem saudade de tanta coisa e nem percebe! Ou tem saudades de coisas que a gente nem sabe o que são. Saudade.
Começa de um jeito manso, até gostoso de sentir. Uma pontadinha no peito quando se lembra daquilo. Aquela sensação tão boa, ficar lembrando, curtindo o que passou. Sorrindo sem motivo. Com cara de bobo. Distraído. Pensante. Depois esse sentimento vai crescendo, crescendo... toma proporções gigantescas, esmaga tudo que tem pelo caminho, causa uma dor indescritível. A gente começa a sofrer por saudade. E não é fácil não, viu. Porque muitas vezes a saudade não pode ser morta, não podemos acabar com ela, porque o objeto (sujeito?) de nossa saudade não pode ser revivido. Passado, enterrado, acabado. Sem jeito. Nem com choro. Nem com muitas lágrimas. Mas o fato é que a saudade dói muito, machuca a gente, mas vai passando... Será que é quem ela passa, ou somos nós que nos acostumamos tanto com a dor que ela causa que ficamos insensíveis a ela com o passar do tempo?
Não sei. Mas o fato é que a dor vai cedendo. A nossa alma volta a respirar. E quer saber? Tem que ser assim, mesmo. A vida continua, e estão a nossa volta um milhão de novas experiências. É só viver. E deixar viver.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Esse espaço é seu. Exponha suas idéias, suas opiniões. Livremente, sem medo. Deixa a Alma Respirar!