Bem vindo ao meu universo! Neste blog você encontrará textos de uma garota de 21 anos, Ana Teresa Araújo Viana. Alguns textos são reflexões sobre diversos assuntos, outros são apenas o resultado de alguma madrugada inspiradora. Sem mais delongas, Deixa a Alma Respirar!







sábado, 12 de fevereiro de 2011

O garotinho que reinventou a vida.

Ela andava pela rua distraída. Pensava no teste da semana que vem, no vestibular que se aproxima, no amor sempre tão distante e impossível...
Caiu de suas nuvens de algodão in-doce, despertando de repente. Ao seu lado, andava um garotinho. Passo a passo, o menino a acompanhava automaticamente, também ele perdido em seus próprios pensamentos. Aquilo a perturbou profudamente. Em seus quase 17 anos de vida, nunca vira alguém andando tão serenamente ao lado de um desconhecido. As pessoas em geral apressam o passo e ultrapassam as outras pessoas em suas andanças. Ou então guardam uma distância segura, de quatro ou cinco passos, evitando aquele ser que não é seu amigo ou parente. Mas aquele menino andava ao seu lado - exatamente ao seu lado! Parecia desconhecer a lei que secretamente regia o mundo daquela moça: MANTENHA UMA DISTÂNCIA SEGURA DE TODAS AS POSSÍVEIS FORMAS DE AFETO. Não se apegue. Não se vincule. Não ame. Não demonstre.
Mas ele era apenas um garoto, e carregava uma mochila nos ombros, e ele parecia ter oito anos e um jeito tão doce! E ele sorria, e cantarolava uma canção tão leve e tão gostosa, parecendo relembrar algum fato acontecido nos amplos jardins de sua escola. Ele era apenas um menino, um menino que não tinha nenhum medo da vida. E a vida, ao lado daquele menino, de repente pareceu tão mais simples e tão mais bela!
É claro que a moça não conseguiu conter um sorriso. E ela sorriu. Com os lábios, com os olhos e com o coração. A vida, afinal, não tinha que ser um fardo; quis gritar essa descoberta. Ela desejou a felicidade assobiada pelo menino. Decidiu assobiar também.
E naquele dia, ao chegar em casa, a moça abriu as cortinas, colocou um vaso de azaléias na janela, ligou para os velhos amigos, olhou nos olhos castanhos de seu esquecido cachorrinho.
Aquele garotinho simpático e descuidado não sabia, mas ele tinha acabado de reinventar uma vida.


Ps.: Dedico esse texto a todas as pessoas que com seus atos simples e despojados, porém altamente significativos, reinventam a vida diariamente.

5 comentários:

  1. Ana, você escreve tão bem que me deixa fazer parte de cada história.
    O amor que incumbe em suas palavras nos fazem entrar dentro do enredo.
    Sonho que algum dia consiga escrever tão perfeitamente como você (não é inveja, é admiração).
    Sigo muitos blogs de pessoas que escrevem histórias, mas são poucos, muito poucos que sabem realmente escrever. E você é uma delas!
    Parabéns!
    Beijos.

    ResponderExcluir
  2. Ana... adorei o texto. Mesmo! É um crônica perfeita que reflete o que muitas pessoas tem deixado acontecer consigo mesmo.

    Continue escrevendo. Sempre! qualquer forma de arte areja a alma.

    Bjos

    ResponderExcluir
  3. Querida Amanda,
    Fico lisonjeada com suas palavras!
    Tenha certeza, você é uma ótima escritora, dotada de grande criatividade e dedicação.
    Muito obrigada por todo o apoio, carinho e incentivo!
    Beijos.

    Léo Camacho,
    Sábias palavras "qualquer forma de arte areja a alma." O Deixa a Alma Respirar reflete justamente a tentativa de arejar a alma através da escrita e da leitura.
    Obrigada por todo o apoio, carinho e incentivo!
    Beijos.

    ResponderExcluir
  4. Ana, indiquei você à um Meme literário que fiz. Se puder, você responde? http://migre.me/3RLfI
    Beijo! (:

    ResponderExcluir
  5. Seus textos são simples, lindos e diretos. Isso é tipo, incrível. Eu sigo pouquíssimos blogs, mas todos que sigo faço questão de comentar. Que nem o seu. Sempre fico feliz quando tem um texto novo, porque sei que de certa forma vou tirar uma moral deles. Como esse.

    "Ps.: Dedico esse texto a todas as pessoas que com seus atos simples e despojados, porém altamente significativos, reinventam a vida diariamente.".

    Pois é. Felizmente existem pessoas assim.

    Beijos, continue assim.

    snowbooksowlsplush.blogspot.com

    ResponderExcluir

Esse espaço é seu. Exponha suas idéias, suas opiniões. Livremente, sem medo. Deixa a Alma Respirar!